sábado, 24 de fevereiro de 2024

A informação a um clique de distância!

Faça o seu login ou Assine a folha

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Email

Rodrigo Pacheco é eleito presidente do Senado e defende independência

Rodrigo Pacheco é eleito presidente do Senado e defende independência e fortalecimento das instituições

Com 57 votos, o senador Rodrigo Pacheco, do Democratas de Minas Gerais, foi eleito, segunda-feira , dia 1° de fevereiro,  o novo presidente do Senado Federal e do Congresso Nacional. O parlamentar comandará a Casa pelos próximos dois anos, com os compromissos de independência e de fortalecimento das instituições. Pacheco, que recebeu 16 votos a mais do mínimo necessário para se eleger, contou com o apoio de partidos, tanto da base aliada quanto da oposição. A votação foi presencial e secreta.

Em seu primeiro discurso como presidente, Pacheco afirmou que assume a missão com humildade, senso de responsabilidade e integral comprometimento com os valores democráticos da República e da Constituição Federal, sempre em obediência ao regimento interno. O senador também garantiu que continuará trabalhando pela independência do Legislativo, fundamental, segundo ele, “para a tomada de decisões políticas livres e autônomas” de interesse do país. “Comprometo-me a garantir as liberdades e a democracia, com respeito às leis e à Constituição Federal; a preservar a independência do Senado Federal e a buscar permanentemente a unificação das instituições em torno do bem geral e a pacificação da sociedade ”, destacou.

O novo presidente da Casa afirmou que sua gestão será regida por três prioridades: saúde pública, crescimento econômico e desenvolvimento social, com o objetivo de preservar vidas humanas, socorrer os mais vulneráveis e gerar emprego e renda aos brasileiros.  Para ele, esses são pilares indispensáveis para o enfrentamento do atual cenário de crise provocada pela pandemia do coronavírus.  “Urge livrar o Brasil dessa avassaladora e trágica pandemia, que já vitimou mais de 225 mil irmãos brasileiros, inclusive nosso saudoso colega, senador Arolde de Oliveira. Minhas sinceras homenagens a todas essas vítimas da Covid-19. E um agradecimento penhorado a todos os profissionais de saúde e ao SUS”, ressaltou.

  • Conheça mais, sobre a história deste mineiro, sábado, na edição impressa da FOLHA.
    Fotos: Senado da República