quarta-feira, 19 de junho de 2024

A informação a um clique de distância!

Faça o seu login ou Assine a folha

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Email

O FUTEBOL BRASILEIRO – “Loucura, loucura, loucura”!, por Fábio Ribeiro

Loucura, loucura, loucura!

A coisa ficou interessante! De um patamar a outro, o querido Flamengo vive dias turbulentos em meio a sua incontestável soberania vivida nos últimos tempos. Após uma derrota inesperada para o São Paulo com placar de 4 a 1, o “Mengão” amargou mais uma goleada em terras mineiras diante do galo. Inevitavelmente, um 4 a 0 foi o estopim para a repentina demissão de Dome. Até ai, tudo normal no futebol brasileiro que já tem como característica esse troca troca de comandantes após campanhas falidas. Mas porque ficou interessante se tudo esta normal? Bom, vamos lá. O tricolor paulista precisa evitar mais uma eliminação de uma competição pois a cobrança de algum titulo, seja ele qual for, tem sido desesperada por parte do torcedor. Fora da Libertadores, da Sul Americana e do Paulista, resta apenas aproveitar o que não é tão bom assim vai, mas o bom momento e manter as esperanças no Brasileirão, vencer os três jogos atrasados, ainda do primeiro turno, e assumir a possível liderança. Uma esperança também é a Copa do Brasil, uma vez que o Fortaleza de Rogério Ceni, ídolo do São Paulo, quase despachou o tricolor paulista nos pênaltis. Porém, quem será o vilão ou a vitima do São Paulo? Quem? Quem? O Clube de Regatas Flamengo. Isso mesmo. Aquele que vive dias conturbados, com pose de outro nível e que acabou de mandar seu comandante embora. Como se não bastasse esse rolo todo, chega para liderar o rubro negro carioca nessa segunda-feira, ninguém mais e ninguém menos do que o próprio Rogerio Ceni, aquele mesmo, ídolo do São Paulo, goleiro que fez historia no tricolor, técnico do Fortaleza, eliminado pelo São Paulo, enfim…uma loucura…ele mesmo, assumiu hoje o comando do Mengão. Conseguiu entender? Bom, chega de enrolar. Quarta promete um encontro no Rio no mínimo interessante entre o São Paulo de Rogério e o Flamengo de Jesus, digo, de Dome, não desculpa, de Ceni. É muito pra cabeça de um simples são paulino né? O Diniz que faça seu trabalho bem feito, se não vai acabar sobrando pra ele.

Fábio Ribeiro, idealizador do Projeto Basquete Machado.