LAGO DE FURNAS: Região vem sendo prejudicada sistematicamente ao longo dos anos
7 de julho de 2021
SAÚDE E BEM ESTAR – ‘Cia. do Corpo’ fitness and wellness: referência regional
12 de julho de 2021

EDITORIAL: GIRO 20 ANOS: uma trajetória de trabalho

GIRO 20 ANOS: uma trajetória de trabalho

Edelson Borges
Diretor da FOLHA

A celebração dos 20 anos da GIROAgro, que se iniciou domingo passado, dia 04, remete à FOLHA à constituição da empresa, hoje, uma das marcas mais sólidas do segmento de fertilizantes líquidos do País e reconhecida em alguns países da América do Sul.

Tive o privilégio de conhecer Leonardo Sodré em 1995, quando a redação da FOLHA MACHADENSE e sua gráfica eram baseadas ao lado do antigo Ginásio São José, hoje, Escola Estadual Iracema Rodrigues. – Prédio adquirido dos antigos Irmãos La Sallistas, pelos fundadores da FOLHA, hoje abriga a gráfica Gilcav, de propriedade da família do colega José Carlos Vilela. Com a mudança da FOLHA para a Avenida Ricardo Annoni Filho, em 1996, o edifício de apartamentos continuou com o nome do Jornal.

O jovem Leonardo passava, todos os dias, em frente ao prédio da FOLHA, enquanto concluía o segundo grau, em 1994. Em seguida, fora cursar Agronomia, em 1995, e o relacionamento se estreitou. Ele e o colega de turma, Richardson, eram responsáveis por um trabalho de extensão universitária.

Os estudantes apresentavam, quinzenalmente, uma página de levantamentos estatísticos do acompanhamento do preço da cesta básica. Eram orientados pelo Professor Marcão, educador de Lavras, que, durante a Copa do Mundo da França, em 1998, assumiu o personagem ‘Charles de Gol’, para falar de futebol. Charles de Gol fora um codinome, adotado por Marcão, que remete o leitor à França e seu ex-presidente, Charles André Joseph Marie de Gaulle [general, político e estadista que liderou as Forças Francesas Livres, durante a Segunda Guerra Mundial], e ao mundo da bola.

O Brasil ainda lutava para controlar a inflação. O governo do presidente da República, Itamar Franco, representava o retorno ao desenvolvimento econômico e ao ajuste neoliberal. – Em meio a números, cultura e um ambiente desafiador, aflorou o talento de Leonardo Sodré. Ele e o colega percorriam as prateleiras dos supermercados Cristal e Alaska, os dois principais estabelecimentos comerciais do gênero, à época, além de outros comércios de menor porte, como o Armazém Brasil. Era um minucioso trabalho estatístico de acompanhamento da oscilação de preços dos principais produtos da cesta básica.

Talento para lidar com números e vendas; conhecimento científico na área de Ciências Agrárias; habilidade para negociar e liderar pessoas. No final da década de 1999, diplomado pela Escola de Agronomia, Léo representava o embrião da GIROAgro.

Depois de formado, mais uma prova de fogo, como reportou a revista IMAGEM & CONTEÚDO, em 2014. Desempregado, fora taxista, por seis meses, em sua terra natal, Governador Valadares. Fora ser vendedor para uma empresa do segmento, com sede em Belo Horizonte, que atendia o Vale do Rio Doce e o Espírito Santo. Pronto: o gatilho que deflagraria a GIRO fora acionado.

Quando retornou a Machado, casado com a machadense Ana Paula Campos, Léo montou uma pequena distribuidora de produtos agrícolas, com sede atrás do Santuário Menino Jesus de Praga, na Vila do Céu.

Movido por desafios, Leonardo construiu uma das grandes marcas da história de Machado: a GIROAgro; orgulho para a maioria dos machadenses. Quem não se orgulha em ver/ouvir o anúncio da GIRO em rede nacional de televisão? Ainda mais, na voz de Cid Moreira. Quem não se orgulha ao cruzar com uma carreta da GIROAgro, circulando por estradas distantes, em outros estados da federação? – Quem tem dimensão do trabalho, das dificuldades para constituir uma marca há mais de duas décadas, valoriza e aplaude!

Os sonhos se tornaram possíveis, pois, o garoto empreendedor desembarcou em Machado através das mãos do tio, o empresário rural Hélio de Castro Coelho, proprietário da Fazenda Lage, um dos grandes cafeicultores de Machado. Também do Vale do Rio Doce, Sr. Hélio aportou em meio às montanhas machadenses nos anos de 1980. Fora ele que proporcionou os estudos iniciais a Leonardo, guarida e amparo. O tio foi o pioneiro da família e o grande incentivador dos sonhos do sobrinho. Sr. Hélio trouxe todos os seus investimentos para Machado, na década de 80; é referência em café de qualidade.

À direção da GIROAgro, nosso reconhecimento. Parabéns pelos 20 anos! Parabéns a todos os funcionários e colaboradores que contribuem para a manutenção desta marca em tão alto patamar.

Olá, em breve o atenderemos. Obrigado.

Fale conosco pelo Whats