sábado, 24 de fevereiro de 2024

A informação a um clique de distância!

Faça o seu login ou Assine a folha

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Email

COVID-19 / Maycon Willian cria ‘saia-justa’ entre chefes dos Executivos da região

Maycon Willian cria ‘saia-justa’ entre chefes dos Executivos da região

Nesta terça-feira, dia 13/04, CISLAGOS fará outra reunião entre chefes do Executivo

O prefeito Maycon Willian compartilhou nas redes sociais, dia 06, informação que trazia para si os louros de uma reunião entre prefeitos e representantes de 36 Municípios que compõem o CISLAGOS (Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Municípios da Região dos Lagos do Sul de Minas). Maycon afirmou: “preocupados com o aumento das internações de pessoas diagnosticadas com COVID-19, na região, e buscando unir forças, a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Machado, através do prefeito e dos vereadores Juliano Campos e Reinaldo Conti (Canela), mobilizaram uma parceria com o CISLAGOS para implantar dez leitos de UTI para atendimento aos pacientes acometidos com a doença”.

Na verdade, fora o presidente do Consórcio de Municípios, Laércio Cintra, que convocou reunião extraordinária, virtual, para tratar do assunto, dia 05/04 e da possibilidade de aporte financeiro para que algumas cidades da região, implantem mais leitos de UTIs. – Leitos que, na verdade, irão servir aos Municípios de forma ordinária, não somente durante à pandemia do Coronavírus.

O prefeito de Machado criou enorme saia-justa entre os chefes do Executivo, pois, afirmou, nas postagens que circularam na internet, que a ampliação foi garantida pelo prefeito Maycon Willian, juntamente com os vereadores, em reunião com a direção do CISLAGOS.

Pelo acordo regional entre os chefes dos Poderes Executivos e representantes, as Santas Casas de Machado e de Poço Fundo receberiam dez leitos de UTI, cada. Campestre irá organizar a instalação de outros três leitos.

A FOLHA apurou que cada Município que aderir a esse item do Consórcio irá arcar com R$ 3,00 por habitante, por ano, para viabilizar o compartilhamento dos leitos. – Caberá a Machado, dentro dos critérios estipulados, o repasse ao CISLAGOS de cerca de R$ 127 mil/ano, para manutenção dos leitos que serão instalados na Santa Casa.

A participação é coletiva, assim como o uso compartilhado dos leitos. Após vencida a pandemia do Coronavírus, os leitos continuarão em Machado, devendo mudar de andar, dentro do prédio da Santa Casa. Uma ala da Santa Casa está sendo preparada, desde o ano passado, para receber leitos de UTI.

Caberá ao CISLAGOS o gerenciamento dos recursos, a licitação e a instalação dos equipamentos e o credenciamento das UTIs junto ao Ministério da Saúde.

INTEGRAM O CISLAGOS – Alfenas, Alpinópolis, Alterosa, Arceburgo, Areado, Bandeira do Sul, Boa Esperança, Botelhos, Cabo Verde, Campestre, Campo do Meio, Campos Gerais, Carmo do Rio Claro, Carvalhópolis, Conceição Aparecida, Coqueiral, Divisa Nova, Elói Mendes, Fama, Guapé, Guaranésia, Guaxupé, Ilicínea, Jacuí, Juruaia, Machado, Monte Belo, Muzambinho, Nepomuceno, Nova Resende, Paraguaçu, Poço Fundo, Santana da Vargem, São José da Barra, São Pedro da União e Serrania.

PREFEITO DA REGIÃO – O prefeito de Carvalhópolis, José Antônio de Carvalho, o Curió, que integra o Conselho Fiscal do CISLAGOS, ouvido pela FOLHA na tarde da última sexta-feira, parabenizou o presidente do Consórcio Intermunicipal pela iniciativa. E, afirmou: “teremos que ter muito critério e cautela na compra dos equipamentos, pois será uma aquisição de cerca de R$ 2.5 milhões”.

Nesta terça-feira, dia 13/04, às 16 horas, o CISLAGOS fará outra reunião para acertar alguns detalhes. Reportagem publicada pelo jornal FOLHA MACHADENSE, sábado, dia 10/04.

Foto: Ascom/PMM
Maycon Willian, o presidente da Câmara, Juliano Campos e o vereador Reinaldo Conti, em imagem compartilhada nas redes sociais